Foto do artista Mariene de Castro

Pot-Pourri de Samba de Roda

Mariene de Castro


Embala eu, embala eu
Menininha do Gantois
Embala pra lá, embala pra cá
Menininha do Gantois

Embala eu, embala eu
Menininha do Gantois
Embala pra lá, embala pra cá
Menininha do Gantois

Oh, dá-me a sua bênção
Menininha do Gantois
Livrai-me dos inimigos
Menininha do Gantois

Dá-me a sua proteção
Menininha do Gantois
Guiai os meus passos por onde eu caminhar
Vira os olhos grandes de cima de mim
Pras ondas do mar

O samba da minha terra
Deixa a gente mole
Quando se canta
Todo mundo bole
Quando se canta
Todo mundo bole

O samba da minha terra
Deixa a gente mole
Quando se canta
Todo mundo bole
Quando se canta
Todo mundo bole

Quem não gosta de samba
Bom sujeito não é
É ruim da cabeça
Ou doente do pé

Eu nasci com o samba
No samba me criei
E do danado do samba
Nunca me separei

O samba da minha terra
Deixa a gente mole
Quando se canta
Todo mundo bole
Quando se canta
Todo mundo bole

O samba da minha terra
Deixa a gente mole
Quando se canta
Todo mundo bole
Quando se canta
Todo mundo bole

Quem não gosta de samba
Bom sujeito não é
É ruim da cabeça
Ou doente do pé
Eu nasci com o samba
No samba me criei
E do danado do samba
Nunca me separei

Olha a flor da laranjeira
Alô Bahia
Cheira mais que aroeira
Alô Bahia
A baiana já conhece
Alô Bahia
O cheiro da laranjeira
Alô Bahia

Vou mandar
Vou mandar tirar
Vou mandar tirar
Flor de laranja
Pro meu benzinho cheirar

Vou mandar tirar
Vou mandar tirar
Flor de laranja
Pro meu benzinho cheirar

A baiana deu o sinal
Olelê baiana

A baiana deu o sinal
Olelê baiana

A baianinha deu o sinal
Olelê baiana

A baiana deu o sinal
Olelê baiana

A baiana me pega me joga na lama
Eu não sou camarão a maré me chama
Olelê baiana

A baiana deu o sinal
Olelê baiana

A baianinha deu o sinal
Olelê baiana

A baiana deu o sinal
Olelê baiana

A baiana deu o sinal
Olelê baiana

Jiló jiló, venha cá como quiser ô jiló
Jiló jiló, como quiser venha cá ô jiló

Jiló jiló, venha cá como quiser ô jiló
Jiló jiló, como quiser venha cá ô jiló

Eu plantei jiló, não pegou
A fruta caiu, rebentou
Botei na panela
Cortei miudinho
Pensei que é jiló
Não é jiló, é berinjela

Ê baiana
Ê ê, ê, baiana, baianinha
Ê baiana
Ê ê, ê, baiana

Baiana boa
Gosta de samba
Entra na roda
E diz que é bamba

Baiana boa
Gosta de samba
Entra na roda
E diz que é bamba

Toca a viola
Que ela quer sambar
Ela gosta de samba
Ela quer rebolar
Toca a viola
Que ela quer sambar
Ela gosta de samba
Ela quer rebolar

Ê baiana
Ê baiana
Ê, ê, ê, baiana
Ê baiana
Ê, ê, ê, baiana

Eu não sou daqui
Marinheiro só
Eu não tenho amor
Marinheiro só
Eu sou da Bahia
Marinheiro só
De são salvador
Marinheiro só

Eu não sou daqui
Marinheiro só
Eu não tenho amor
Marinheiro só
Eu sou da Bahia
Marinheiro só
De são salvador
Marinheiro só

Ô, marinheiro, marinheiro
Marinheiro só
Quem te ensinou a navegar
Marinheiro só
Ou foi o tombo do navio
Marinheiro só
Ou foi o balanço do mar
Marinheiro só

Ô, marinheiro, marinheiro
Marinheiro só
Quem te ensinou a navegar
Marinheiro só
Ou foi o tombo do navio
Marinheiro só
Ou foi o balanço do mar
Marinheiro só

Lá vem, lá vem
Marinheiro só
Como ele vem faceiro
Marinheiro só
Todo de branco
Marinheiro só
Com o seu bonezinho
Marinheiro só

Lá vem, lá vem
Marinheiro só
Como ele vem faceiro
Marinheiro só
Todo de branco
Marinheiro só
Com o seu bonezinho
Marinheiro só

Minha jangada vai sair pro mar
Vou trabalhar meu bem-querer
Se Deus quiser
Quando eu voltar do mar
Um peixe bom eu vou trazer
Meus companheiros também vão voltar
E a Deus do céu vamos agradecer

Minha jangada vai sair pro mar
Vou trabalhar meu bem-querer
Se Deus quiser
Quando eu voltar do mar
Um peixe bom eu vou trazer
Meus companheiros também vão voltar
E a Deus do céu vamos agradecer

Adeus, adeus
Pescador não se esqueça de mim
Vou rezar pra ter bom tempo, meu bem
Pra não ter tempo ruim
Eu vou fazer sua caminha meu bem
Perfumada de alecrim

Minha jangada vai sair pro mar
Vou trabalhar meu bem-querer
Se Deus quiser
Quando eu voltar do mar
Um peixe bom eu vou trazer
Meus companheiros também vão voltar
E a Deus do céu vamos agradecer

Eu já vou me embora
Para a minha aldeia
Eu já vou me embora, camarada
Para a juremeira

Lá são sete estrelas
São sete os caminhos
Todos levam a Deus, camarada
Nunca estou sozinho

Ô zazi ê
Ô zazi a
Ô zazi ê
Marangolê marangolá

Ô zazi ê
Ô zazi a
Ô zazi ê
Marangolê marangolá

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir