Hoje o meu coração mudou
Já não sei por quem vim, quem sou
Mas sinto e sou capaz
E o resto tanto faz

Foi só eu descansar
Junto ao pé de uma arvore que me acolheu
E depois me ocorreu

Vi que a vida que vivia em mim
Agora vive aqui nesse lugar
Em volta das sombras
Essa ilha é a reunião das infinitas direções
Que o vento traz com as ondas

E é quando me vejo a garimpar
As pedras, a montanha, o seu olhar
Rest la maloya, Rest la maloya,
Rest la maloya, Rest la maloya,
Rest là-même
Essa menina, essa menina, essa menina
Essa menina vem me dizer

Apesar de saber
Que nem tudo que eu quis eu pude conhecer
Nem deu pra mais prazer
Se cheguei até aqui
Bem no topo do vulcão, não posso mais descer
Mas tem como escorrer

Porque a natureza do amor
Está contida na beleza e na surpresa das manhãs
Dias que parecem tão iguais
Mas de repente vem sinais de uma nova magia

Depois desse encontro singular
O mato, o rum, o vinho, o mel e o mar
Essa menina, essa menina, essa menina
Essa menina vem me dizer

Rest la maloya, Rest la maloya,
Rest la maloya, Rest la maloya,
Rest là-même

Essa mania, essa mania, essa mania
Essa mania de viver

Essa mania, essa mania, essa mania
Essa mania de viver

Rest la maloya, Rest la maloya,
Rest la maloya, Rest la maloya,
Rest là-même

Rest la maloya, Rest la maloya,
Rest la maloya, Rest la maloya,
Rest là-même

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir