Pode ser que seja, uma coincidência essa ocasião.
Num piscar de olhos estamos viajando na mesma direção
Desencontros marcados, provas mais que certas de uma
relação.
Mensagens de carinho, ligações perdidas.
Pedaços de memória, tentando as lembranças.
Estamos parados no tempo
Esperando a nossa sentença
Estamos parados no tempo
Matando nossa existência

Mas pode ser que seja, apenas um delírio uma ilusão.

Os olhos se procuram, no meio do vazio dessa
expressão.

Rastros no caminho se apagam na maré desta emoção.
Relatos de segredos, bilhetes e alguns retratos.

As cartas marcadas, lágrimas perfumadas.

Estamos parados no tempo
Esperando alguma sentença

Estamos parados no tempo
Matando nossa existência

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts