exibições 26.135
Foto do artista Mestre Toni Vargas

Trabalha negro escravo, corta cana no canavial.
O corta cana, corta cana, corta cana, nego velho,
corta cana no canavial
O corta cana, corta cana, corta cana, nego velho,
corta cana no canavial
Eu tive pai, eu tive mãe eu tive filha, mas perdi toda a família, a liberdade e o amor,
E hoje em dia eu só tenho dor e calo, trabalhando no embalo, do chicote do feitor.
O corta cana, corta cana, corta cana, nego velho,
corta cana no canavial
Eu já fui Rei, a minha mulher foi Rainha, pela mata eu ia e vinha, livre como animal,
Mas hoje em dia, sou como um bicho acuado, trabalhando acorrentado, preso no canavial
O corta cana, corta cana, corta cana, nego velho,
corta cana no canavial
A alma negra nunca foi escravizada, correu menina levada, brincado no céu de lá,
Roubaram o Sol, roubaram a noite e meu dia, só não roubaram a poesia que eu trago no meu cantar.
O corta cana, corta cana, corta cana, nego velho,
corta cana no canavial
Eu sou guerreiro tenho fé e tenho crença, porque me firmo na benção, que ganhei dos orixás,
Sou cana forte, sou memé cana caiana, minha doçura de cana, é ruim de me derrubar
O corta cana, corta cana, corta cana, nego velho,
corta cana no canavial
O nego velho corta cana, corta cana, corta cana, no canavial, nego velho

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir