exibições 11.370
Foto do artista Mestre Toni Vargas

Antigamente
Tudo era diferente
No Rio a gente era gente
Que beleza de lugar
Ali na Lapa
Tinha toda a malandragem
Do Samba e da capoeira
Vale a pena recordar
A malandragem
Não era como hoje em dia
Havia mais poesia
No jeito de malandrar
O bom malandro
De branco era boa praça
Cantava e fazia graça
Era um tipo popular
Mas respeitado
Porque bom de capoeira
Derrubava de rasteira
Sem nem mesmo se sujar
E de noitinha
Embaixo dos lampiões
Lindas moças rufiões
Olhavam o bonde passar
Lá pelos arcos
Desenhando de beleza
O céu que a mãe natureza
Reservou pra esse lugar
O céu que a mãe natureza
Reservou pra esse lugar
O céu que a mãe natureza
Reservou pra esse lugar
O céu que a mãe natureza
Reservou pra esse lugar
Ê viva meu Deus
Iê viva meu Deus camará
Iê que me ajudou
Iê quem me ajudou camará
Iê viva meu Mestre
Iê viva meu Mestre camará

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir