A Vitória Vem da Luta, a Luta Vem da Força, e a Força, da União! (Samba-enredo 2017)

G.R.C.E.S. Mocidade Alegre

exibições 315

Sou eu quem risca o chão do terreiro
Bom malandro na essência de um menino
Sou eu quem o tempo seduz
E a história conduz à cumprir meu destino
Parti em sonhos bordados de glórias
A vitória hei de conquistar
Predestinado à lutar
Seguir os meus ideais
Não desistir jamais!
No bom combate
Um dom verdadeiro
Vestido com as armas de um guerreiro

Tem que ter coragem pra vencer
Renascer e como o sol brilhar
De peito aberto eu vou
Seja o que Deus quiser
A minha força vem da minha fé

A voz que revela o caminho
Me diz que sozinhos não somos ninguém
Todos juntos somos mais e vamos mais além
É Kizomba, herança de Palmares
É o povo, unido em liberdade, valeu Zumbi!
Cruzei esse Palácio iluminado
Chorei ao ver meu sonho eternizado
E como um Arauto anunciei
Lá vem ela simplesmente poesia
Minha Escola, minha vida
Verdadeiro orgulho do sambista!

Deixa quem quiser falar
Onde o samba fez Morada, é o meu lugar
Um Jubileu de Ouro, uma eterna paixão
É Mocidade o meu pavilhão!

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Gui Cruz / Imperial / Luciano Rosa / Portuga / Rafael Falanga / Reinaldo Marques / Rodrigo Minuetto / Vitor Gabriel · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Carlos
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.