Vejam vocês
O rapaz como padece
Esquecer não se esquece
Do amor que lhe traiu
Já dei conselhos
Ele não quis me ouvir
Refugiou-se na bebida
Não quer mais sorrir
Anda na rua
Reclamando a pouca sorte
Pedindo a Deus a morte
Ou coisa assim
Todos os dias
É a mesma agonia
Seu lar agora
É um humilde botequim

É mesmo assim
Quem sofre de amor neste mundo
O sofrimento é mais profundo
Eu também amei
Já sofri
Já chorei
Rapaz
Abandone o botequim
Deves construir um lar
Antes que chegue seu fim.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir