Solícito, mantenho o que não gosto implícito
Sentimento lírico e rotulam como ilícito
Com calma, satírico, na hora certa irônico
Corpo, alma e espírito, um pouco icônico

Eletrônicos me cercam, eu viajo
Combatentes crônicos me acertam e eu reajo
Alto nível harmônico e se importam com que eu trajo
Impossível, platônico? (Não) não paro, preparo e ajo

Nunca atônico ou eufórico. Regulo bem a dose
Cacofônico, teórico? Sai da neurose
Metamorfose ambulante, em um segundo a vida passa
Já mudo o meu semblante, hoje já não acho graça

Laça, abraça, chega e na caça eu morro
Mas mato gaiato no ato, Na raça eu corro (por fora)
Não quero agora, sei que demora, sem desafeto
Espero minha hora, (shh..) to quieto

[REFRÃO]

Sucesso, Progresso,
Agora é Minha Hora, Quero Meu Ingresso
Possesso, Processo
Correndo Por Fora, Recomeço, Sou Egresso (2x)

[VERSO 2]

Sai da clausura, da loucura da metrópole
Pura, sem frescura e pesquisa do Vox Populi
Nessa necrópole, cercado por mortos, to solo
No solo frio, vazio, sem esperar cair no colo

Construindo meu pólo vou unindo extremos
E se quebra eu colo, me instruindo não tremo
Ameaça, não temo, domino espaço
Sem pressa, supremo. Vou controlando o cansaço

Cada traço que é feito e constrói a minha vida
Às vezes imperfeito, quando dói mais na ferida
A batida, composição, bpm's no refrão
Um caminho, direção, o estúdio é minha salvação

Fujo da navalha, desvio do ninho de cobras
Sem migalha ou pãozinho, to suave de sobras
A patrulha na batalha; alinho a rota dia inteiro
E não procuro agulha, porque eu explodo o palheiro

[REFRÃO]

Sucesso, Progresso,
Agora é Minha Hora, Quero Meu Ingresso
Possesso, Processo
Correndo Por Fora, Recomeço, Sou Egresso (2x)

[VERSO 3]

Meço, mensuro processo, procuro
Sem recesso eu juro, não peço, não aturo
Muro eu quebro, se eu quero atinjo
O que é ser real? Não sei. Eu só sei que eu finjo

Linha de produção de um único funcionário
Notório, mas não é BIG, faz o relatório diário
Salário no fim do mês, ser auto realizado
Suprir necessidades, mas ser a todo tempo analisado

Focado, preparado, com armadilhas em volta
Armado com versado, rebatendo a revolta
Ao meu redor, penso e observo seguinte
Vejo vinte fazendo e só um sendo ouvinte

Eu sou a rua, sou a pista, sou os clubs, as vielas
Soldado, que conquista, sou mansão, sou favela
Quero dinheiro e amor, luto pelo progresso
Não me encaixo nos padrões, (sabe quem eu sou?) Egresso!

[REFRÃO]

Sucesso, Progresso,
Agora é Minha Hora, Quero Meu Ingresso
Possesso, Processo
Correndo Por Fora, Recomeço, Sou Egresso (4x)

Recomeço, Sou Egresso (4x)

Sucesso, Progresso,
Agora é Minha Hora, Quero Meu Ingresso
Possesso, Processo
Correndo Por Fora, Recomeço, Sou Egresso

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir