Meu amor, tá aqui ó, sou preta, quer afrontar?
Se afronar, se ficar debochando comigo, eu não me responsabilizo
Eu vou me embora daqui, mas eu dou muita porrada

[Rincon Sapiência]
Pretinha de cabelo crespo, garfo na mão, aumenta o volume
Os desagradável querendo bota sua mão, já é de costume
Já toma-lhe um tapa é a falta de noção que te pune
Garotas estão no controle desse quilombo Aqualtune
Ah, nós segue sempre quente, tipo Acre
Os preto na foto cheio de orgulho hashtag "lacre"
Pronto pro combate ve se assimila
Na guerra eu não uso farda eu sou Fashion Killa
Eu sei que as cores tem valores
Questione os historiadores
Pergunte pro rei do Rock and Roll
Quem era os professores
Eu sei que mundão globalizou
Mas cuidado com apropriadores
Primeiro eles pegam emprestado
Depois dizem que são os criadores
Depois dizem que tudo é mi mi mi
As idéia que eu revindiquei
Essas ideologias KKK
Vou jogar na sua cara tey tey tey
Ei madame seu rango derrubou
Tá de cara porque eu não limpei
Tenho grana não vou servir ninguém
Vou come pra caraio como um rei⁠⁠⁠⁠

[Drik Barbosa]
Do morro pro asfalto, da quebrada pro centro
Peça no bolso, pente destravado, pronto pro arrebento
Os lacre, os lucro, as lycra, os lek, prepara o armamento
Os mano, as mina, as mona, os black e o grave batendo
(2X)

[Nego E]
Somos a carne mais barata (nah), somos a carne mais dura
Ponto no cerne da questão, quanto mais tapa mais fura
Racismo reverso, cê jura? Miga sua louca, se toca
Vi o tira na viatura me fitando que eu tava de toca

Submerso observo o caos pela escotilha
Tomo seu berço de ouro, levo tudo na Bolsa Família
Calcula somos levante, revide, sem forja treta
Rotula, agora vide a bula, tira de louco, somos tarja preta

Caçam panteras a fora, infesta pique cupim
Circula nas festa por ondas sonoras sou Black Rick Rubin
To contra o seu padrão, sou meu próprio patrão
Raro igual um táxi para pra um preto na consolação

Neonazi no neonatal, extermínio prematuro
Na quebra não tem seguro, dando nome aos bois
Ok, que fique claro, não, que fique bem escuro
Se os preto tiver no jogo, cês são sempre os número dois

[Drik Barbosa]
Do morro pro asfalto, da quebrada pro centro
Peça no bolso, pente destravado, pronto pro arrebento
Os lacre, os lucro, as lycra, os lek, prepara o armamento
Os mano, as mina, as mona, os black e o grave batendo
(2X)

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir