A Porta da Alegria

Oswaldo Montenegro

exibições 26.789

Cada vez que eu subo ao palco pra cantar
Eu me lembro de você
Será que ainda quero falar?
Ainda há coisas pra contar ou pra dizer?
O vento corta a pele, mas
O coração por dentro resistiu
O sol lá fora é novo, mas você não viu

Cada vez que alguém me olha com atenção
Dá vontade de gritar
Que o tempo tá na contramão
E é preciso de algum jeito se apressar
A vida exige sonhos, e o amor, é só um jeito de sonhar
E não há mais segredo se a gente falar

Mas eu sei que fiz as coisas do meu jeito
Não há o que consertar
Cada um tem sua história
Só quem viveu, é que pode contar
E o passado é diferente na memória
E o certo é o que virá
Abre a porta da alegria e deixa entrar!
Abre a porta da alegria e deixa entrar

Hoje eu sei só quem tirou a fantasia
Aproveita o carnaval
Apaga o que havia
E comemora o que há de novo no quintal
O amor troca de rosto
Mas mudar não quer dizer que é o final
Se lembra: Toda a nostalgia pode ser fatal
E descansa que a vida dá um jeito
Que for para ajeitar
E o que não foi possível, é possível que ainda esteja lá

De repente, em qualquer rua sem aviso
A gente vai se achar
Abre a porta da alegria e deixa entrar
Abre a porta da alegria e deixa entrar
E hoje eu sei que fiz as coisas do meu jeito
Não há o que consertar
Abre a porta da alegria e deixa entrar
Abre a porta da alegria e deixa entrar

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir