Piada Sem Risada

Patrick Horla

exibições 46.919

Foda-se, é cumprimento pra otário
Se a vida é uma escola tem muito retardatário, no primário
Achando que é pré vestibulando
Esse não é meu CD, é só uma prévia estimulando
Estrangulando secretárias do meu escritório
Transformando a sua casa em um ambulatório
Vou te afogar e te enforcar na piscina
Só me chama pro churrasco se for carnificina
Eu sou o poeta mais sombrio que te dá calafrio
Ouviu o meu assobio, a sua família sumiu
Faço facas fortes famintas fatiar em fibras frágeis
Fica frio, vai doer só um pouco, as mãos são ágeis, há!

Eu sou Patrick Horla
Eu tô no pique, bora
Eu não rio de piada, só rio quando você chora
Não quero ser lembrado só por que eu te fodo
Eu quero ser o mas psicopata de todos

Eu sou Patrick Horla
Eu tô no pique, bora
Nós não ri de piada, só ri quando você chora
Não quero ser lembrado só por que eu te fodo
Eu quero ser o mas psico de todos

Podem falar que são facção que eu não respeito
E nem sigo sua tradição de contradição, mas
Se a pomba branca tem dois tiros no peito
É lá que estão as balas perdidas do meu canhão

Psicopata na vida, sempre engatado na pinga
Eu só ligo pra suas gracinha
Quando seu sangue respinga
Tô cheio de ódio na veia
Me testa e te resta só meia
Como nos Jogos Mortais eu te jogo numa piscina de seringa

Cê não fugiu porquê eu te vigio
Seu xingamento aqui é elogio
Pra sorte dos doido
Patrick surgiu
E quem não curtiu
Pra mim só fingiu
Tomei de assalto de ninguém reagiu
Sentiu arrepio, Rivotril agiu
Meu rap atingiu inflingiu afligiu exigiu que o inimigo não dê mais um pio

Eu sou Patrick Horla
Eu tô no pique, bora
Eu não rio de piada, só rio quando você chora
Não quero ser lembrado só por que eu te fodo
Eu quero ser o mas psicopata de todos

Eu sou Patrick Horla
Eu tô no pique, bora
Nós não ri de piada, só ri quando você chora
Não quero ser lembrado só por que eu te fodo
Eu quero ser o mas psico de todos

Comprei meu caixão, sem compaixão
Não aguento Mc que só fala em paixão
Se tu não é tudo que eles quer
Servirá só para limpar chão
Sou tranquilo, doidão, me depilo com as mãos, sem vacilo irmão
Arranco vidas aos quilos, mas eu nunca aniquilo em vão
Estilo João Gordo vs. Dado Dolabella
Chupa minha rola até, há
Você e o Fallabela
Picareta, finge que é careta
Vive na micareta, rebola, esguelha a gazela, há!
Não se meta na minhas treta, capacho finge
Foda-se o capeta o que vem debaixo não atinge
Você sabem porque o Horla tá no ar?
Somente pra matar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Patrick Horla Landenberguer · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Murillo
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.