Cinco da manhã. Latas de lixo
Todos os tabus vão despertar.
Deita, meu amor, ainda é cedo.
Pra quê tanto amor desperdiçar?
E, pra que sair diariamente?
Não há nada além do que não há.
Mais um crime em cada esquina.
A guerra já virou rotina.
Deita meu amor. Que corpo lindo!
Que vontade ... Eu vou espreguiçar ...
Dê um tempo na agonia
Desse louco dia-a-dia.
O amor amanheceu em nós!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts