exibições 3.368
Foto do artista Pedro Bento e Zé da Estrada

Garçom venha aqui à minha mesa
Quero pedir um pequeno favor
Não tenha medo, pagarei minha despesa
Estou morrendo de tristeza e de dor

Não tema se estou embriagado
Aquela dama é que me faz beber assim
Se na estrada da vida não tem retorno
Ela jamais irá retornar para mim

Só me resta afogar-me na bebida
Embriagado de amor quero morrer
Garçom amigo diga àquela fingida
Que foi por ela que isto veio acontecer
E amanhã quando souber que morri
Tenho certeza meu amigo eu lhe prometo
Que ela foi dama de vermelho e foi de branco
Mas amanhã ela será dama de preto

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir