exibições 5.653
Foto do artista Pineapple

Única Saída (part. A Banca Rec)

Pineapple


[Da Paz]
Cês não sabem da dor pra chegar até aqui
Olhando para os lados, mas não tem pra onde fugir
Meu grito hoje é de dor, não posso sucumbir
Pros meus irmãos de alma, voltem um dia a sorrir

Eles fingem que gostam de nós, nego
Vejo todos os olhares de ódio e medo
Na boca ainda sinto aquele gosto azedo
De quem [?]
Direita, esquerda, não vão a lugar nenhum
O amor é a única saída
Na luta entre o bem e o mal
Nunca quitaremos a dívida
Diz o que tu prefere, livro da escola ou Glock e rajada?
Diz o quê que te fere, ausência do pai ou PM na escada?
Não aguento mais ver a favela sofrendo
Não aguento mais ver meus amigo morrendo
Hoje o país é [?] e tira do chão
A camisa ensanguentada e o coração batendo

[Dudu]
Não são desculpas que apagarão o passado
Nossos irmãos e irmãs ainda tão morrendo, caminhando acorrentados
Sem segurança dos superiores, nós somos o padrão marcado
Igualdade é utopia, equidade é desumano
E se eu te odeio, eu tô errado
Olhares cruzados não me afrontam
Disparam mais que os fuzis do morro
De onde eu venho, reflete choro
Morreu mais um que cresceu comigo
Temo por mim e por meus amigos
É que, onde eu moro, farda é sinal de perigo, yeah
Cê não sabe como é caminhar
Sem os cara te enquadrar
Sem ninguém te questionar
Não sabe o peso de olhar
Como cê vai me julgar
Sem se pôr no meu lugar?
Chegam em lugares inalcançáveis pros nossos poderem sonhar
Tive que ser o melhor, mesmo eu estando na pior
Pelos meus irmãos, é
Pelos meus irmãos, yeah
É tudo pelos meus irmãos

[Ducon]
Eu dei a volta por cima dos meus problemas
Venci a depressão, eu me libertei das algemas
Quem desacreditava, hoje admira meus poemas
Cê não vai com a minha cara porque eu cago pra tua cena, cuzão
Olha nos olhos, menina, lembra
Quem não valia nada, hoje já vale uma centena de notas
Eu trabalho pra isso aqui valer a pena
Cansado de comédia fake igual tatoo de hena, então
Cês não acreditaram em mim, yeah
Jamais me imaginaram assim, né?
Hoje eu tô gigante, com os mais brabo
Que sempre foram os mais brabo
Aliado, do meu lado até o fim
Cês quiseram me ver cair, fé
Graças a Deus, eu tô aqui, de pé
Pronto pra zerar teu jogo todo
Se der mole, eu taco fogo nessa porra
E ainda faço um churrasquin'
Pega a visão do que eu fiz
Há vários anos, brotei no miolo
Meta maior: Meus coroa feliz
Não foi só pra ter essas corda de ouro
Andei errado, eterno aprendiz
De pouco em pouco, eu subi os tijolo
Subi tijolo, alguns peguei e taquei na cara de MC tolo, trá!
Pode até tentar, que esse castelo hoje em dia venci
[?] falsos nunca pisarão aqui
Se brotar na frente, eu atropelo
Se for pego, eu martelo
Descarrego tudo que eu senti
Sinto falta do irmão
Que tá na jaula ou partiu
Cê disse que eu não era tão bom, rá!
Nessa chapou quando ouviu, viu?!

[Mazin]
Ó, eu vim pra falar aquilo que você não quer escutar
Porque sabe que tudo que eu falo te afeta
Meus amigo tão morrendo pela porra de um papel
E o pior que ele nem o baseado aperta
Produtores dizendo que eu sou foda
Essas mina comigo querendo foda
Eu tô fodendo esse game com estilo
Pra mostrar pro mundo inteiro que o povo preto é foda
A mina que me recusou há um tempo atrás
Tá colando no meu show e tá pedindo o telefone
Teu MC favorito me diminuiu
Hoje, no som dele, ele quer feat com meu nome
Eu tô correndo contra o tempo, só que o ponteiro não para
Sinto muito, mas vou ter que matar Chronos
Essa é a minha realidade, o ódio virou teia
E, na real, ele vem desde o cromossomo
Vejo brancos abraçando nossa luta
Mas será que eles sabem como é viver caçado?
Das pessoas 'tarem andando pela rua
E ficar de olho torto só porque tu tá do lado?
Ontem mesmo, eles me discriminaram, pô
Entrei na loja, eles pensaram que era assalto, pô
Eu comprei foi o kit completo
Camisa, bermuda, o tênis mais caro

[Black]
Ei, será que o motivo pelo qual viemos
É o motivo pelo qual ainda nós estamos, hein?
Mano, eu tô lutando contra a minha mente
Me autossabotando todo dia
Convenhamos que aqui, aqui
Escutamos tiro com mais frequência do que um: Eu te amo
Gritos com mais frequência do que um: Acredite nos teus sonhos todo dia
Eu tô vendo o meu sonho de mudar é uma decepção
Saindo para beber com a desilusão
Parando para fumar com a frustração
Pra, no fim da noite, ele se render às neurose
Degustar de outra dose
E dormir com a sensação de que não vai virar
Isso não vai mudar, só que isso eu não consenti
Vai acontecer, foi o que eu senti
Pois eu não consigo viver sem ti
É, eu já te disse que isso aqui não é uma zorra
Se tu não cantar o que sente, ninguém vai sentir essa porra
[?] de soco chegam a doer
São linhas de força pra não adoecer
São linhas direta pra tu perceber
De que quem quer viver de rap
Tem que tá disposto a por ele morrer

[Chris]
Cês têm que entender que
Ninguém nunca quis derrubar fruta que não tá madura
Isso eu já deixei claro, que eu dei o ditado
Imagina o que eu acho de ditadura
Sobre sentir coração, sobre ser de coração, pá
Coração na geração onde a moda finge que não tem coração
É foda, né?
Meu vitimismo é ridículo
Pras pessoas que falam a Bíblia, mas não entendem um versículo
Esse verso não recita
Caos cíclico, mas não dá sinal de mudança
Só prova que, no morro, não é só bala que canta
E que eu canto junto com a liberdade
Favelado não é animal, pra viver preso em grades
No tempo onde o olho nu, ele agride o visual
O que impressiona é visual
Falo tanto pelos meus que hoje o eu é plural
São topo ou sou trap, eu sou tré
[?] da cor da sua pele
Rela niggas don't die
Sigo ferindo com frases quem com ferro fere
Os que com ferro fere
Fere

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Black / Chris / Da Paz / Ducon / Dudu / Mazin · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Madelene
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.