O verso é uma interrogação
Pra cada ação uma pergunta, cada som uma escuta
Cada vida uma luta, interna
De confrontos individuais
Tem muita pista pra correr antes de pensar em tais

Vitórias, glórias, triunfos, jardins decorados com flores
Pra apagar as dores, tirar mau humores desses maus atores
Eu tiro suas maquiagens, transfiro pra sua face todo mal que me empurrasse goela a baixo
Digo não me esncaixo no padrão comercial

Vai...
Não me leve a mal mas meu estilo não é esse
Pode fantasiar mas não é assim que tu nascesse
Não quis subir no palco antes que você descesse (do salto)
Não falto com o respeito, não me olhe desse jeito
Não sei se sou suspeito pra falar de flores
Tive poucos amores mas que foram de verdade
Não minto quando digo odeio a falcidade

Pra não dizer que não falei das flores, eu vim pra cantar.
Tenho tão poucos amores e vivo a lutar.
A vida vai continuar e eu sei onde vou chegar.
Flores vim pra cantar, tenho tão poucos amores e vivo a lutar.
A vida vai continuar e eu sei onde vou chegar.

Tem dias que me sinto triste e não sei o que fazer
Mas logo avisto papel, caneta e começo a escrever
Pra aliviar tudo que sinto trasmito
Em forma de poesia
As variadas situações do meu dia após dia
Minha agonia me guia nessa jornada sem fim
Mas logo acalmo escuto melodias de tom jobim
Fico tranquilo e tanto passarinhos cantam pelo meu quintal
Me refugio desse mundo infernal
Onde so vejo loucuras, drogas, bebidas, fissuras
E conhecidas figuras na pagina policial

O mal...
É ver que tudo fez-se em nada
E que quando a folha acaba vê que toda carne é fraca
E não passo de um mortal...
Mas sou ilumindado vejo a luz sobre a minha testa
Como quem abre uma fresta de um pequeno portal
Pro mundo surreal dos sonhos tipo salvador dali
Descrevo minhas vizôes de tudo que acontece aqui

Como se eu voltasse no tempo escrevendo com uma pena
Iluminado por uma vela sentado em uma mesa
Em meio à penumbra, ratos e baratas me observando
E eu tirando inspiração disso aqui rimando
Mandando todos meu dias pro papel pro pc
Pra você entender que é impossivel de...
Que é impossivel de... eu não dizer....

Pra não dizer que não falei das flores, eu vim pra cantar.
Tenho tão poucos amores e vivo a lutar.
A vida vai continuar e eu sei onde vou chegar.
Flores vim pra cantar, tenho tão poucos amores e vivo a lutar.
A vida vai continuar e eu sei onde vou chegar.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts