Meu violão
Se cansou de tocar versos intermináveis.
Meu coração
Se cansou de sofrer danos irreparáveis.
A solução
É voar para o sul como todas as aves.
Por medo do inverno chegar
E matar o calor
Tirando o valor de algum amor

Que foi bom mas não soube cuidar.
Rumarei para o sul para abrigo encontrar.
O sol do meu violão
Não é tão afinado quanto a estrela santa.
O nó no sapato
Está apertado como o da garganta.
Privando de falar coisas boas
Ou jantar

Tirando o valor de algum amor
Que foi bom mas não soube cuidar.
Voarei para o sul para abrigo encontrar.
Na estrada infinita
Estou à viajar.
Fugindo do inverno, amando o calor.
Amando o que está pra chegar.
Rumarei para o sul para abrigo encontrar.
Rumarei para o sul para em um porto alegre ancorar.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir