Sem julgar! sem jurar!
Aos quatro ventos
Levante pra alcançar

Dizer no que acreditar
Dizer no que acreditar
E ao menos seja, você!

Até o último momento.

E a afeição de nunca perdoar e procurar

Quando o sol levantar
Pare de julgar! pare de jurar!
Minhas mãos vão te acolher
Sem expressar
Sem saber porque

Como isso pode ser real?
Não enxergar o abismo onde a humildade se perdeu

Parar! já não é o bastante para viver
Mudar! e como consequência buscar entender

Corrigir as falhas
Quem nunca caiu?

Ficar de pé mais uma vez,
Aprender que os fortes levantam para engrandecer
E um sonho, que insiste em fazer
Mais uma vez cair
E não desistir de gritar
Pro mundo ouvir

Sei que não é fácil mudar
Onde está sua verdade?

No meio do seu peito
Bate um coração culpado!
Fazer tudo não é muito pra sair da onde está

Quando o sol levantar
Pare de julgar! pare de jurar!
Minhas mãos vão te acolher
Sem expressar
Sem saber porque

Como isso pode ser?
É o bastante para viver?

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir