Todos que já se libertaram das sombras das aparências
Foram julgados entre dois mundos confusos
Sobre a razão e os sentidos
Nem conhecemos quem realmente somos

Aprisionados por nós
Não conseguimos sentir
Não conseguimos julgar
O que é certo ou errado
Somos acostumados a só acreditar no que os olhos podem ver
Somos incapazes de entender
Que além dos muros há muito mais pra viver

Aqueles que se libertaram das sombras das aparências voltaram
Pra descrever as cores do horizonte
Aos que não conseguiam ver
E nunca tentaram entender
Aonde vamos chegar?

Aprisionados por nós
Não conseguimos sentir
Não conseguimos julgar
O que é certo ou errado
Somos acostumados a só acreditar no que os olhos podem ver
Somos incapazes de entender
Que além dos muros há muito mais pra viver

Muito mais pra viver
Há muito mais

Somente a reflexão pode trazer a compreensão
Do que nos faz evoluir
E sermos donos de nossas próprias almas

Siga em frente
Não olhe para trás

Aprisionados por nós
Não conseguimos sentir
Não conseguimos julgar
O que é certo ou errado
Somos acostumados a só acreditar no que os olhos podem ver
Somos incapazes de entender
Que além dos muros há muito mais pra viver

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir