[SóCiro]
Ele sentiu fome, a luz se apagou
E naquele cálice havia raspas de um ritual
As velas acesas, a mesa aberta
As cartas estão postas e longe enxerga o final
Um punhal pra cortar
Todo o mal, luz do sol
É que você pra mim é problema seu
Alcanço o céu quando penso em mim
Ponho o véu, enxergo sem fim
Dualidade sim, cê querendo que eu seja seu
Só que você pra mim é problema seu
É problema seu (É problema seu)

[Mirele, TK e SóCiro]
Quando o jogo virar, só te peço pra não fugir (não fugir)
Peço pra não fugir
Quando o jogo virar, quando o jogo virar
Quando o jogo virar, só te peço pra não fugir (não fugir)
Peço pra não fugir
Quando o jogo virar, quando o jogo virar

[SóCiro e Mirele]
Diz que tudo vai mudar agora
Vejo as nuvens se abrindo lá fora
E relógio com cara cê não vê a hora
E nem coração, nem coração
Eu já perdi e também já venci
Hoje tô sorrindo, mas um dia já sofri
Ódio e amor na minha vida senti
Mas nunca esqueci meu coração

[Mirele]
Acordei quase agora e já vou sair
Tô cheia de problema e dever pra cumprir
Eu não quero saber o que pensa de mim
Tu não estava aqui na minha fase ruim
Neguin' fala, fala, fala pensando no fim
Não sabe nem metade do que eu vivi
E se soubesse eu creio que mesmo assim
Não ia entender e sim me reprimir
Cuidado, tu sorri por cima e chora por baixo
A vida roda, roda em tão pouco prazo
Meu sonho se expandindo e ganhando espaço
E hoje eu tô aqui fazendo esse som brabo
Não era possível acreditar
O que a vida ia fazer de mim
Quando achei que tudo ia desmoronar
Eu dei a volta e me fortaleci

[Mirele, TK e SóCiro]
Quando o jogo virar, só te peço pra não fugir (não fugir)
Peço pra não fugir
Quando o jogo virar, quando o jogo virar
Quando o jogo virar, só te peço pra não fugir (não fugir)
Peço pra não fugir
Quando o jogo virar, quando o jogo virar

[TK]
Quero minha parte, arte é recompensa
Fé nas coisas vivas, hoje as folhas caem
Nas minhas orações peço que vença
Ontem eu resolvi que hoje eu quero mais
Pro balão subir peço paz
Silêncio pra ouvir meus iguais
Sem medo de altura foi que eu me joguei
Gritei pra sumir os meus rivais
Sou simples homem de bem, senti que a brisa chegou
Escuto vozes do além trazendo frases de amor
Planos me fazem refém, quase não enxergo essa cor
Explicação pra ninguém, não vou escutar seu caô
Irmã, admito que sou bem vivido
Divido as memórias que trago comigo
O que é merecido, te acordei com um grito
Lembro das histórias que tinha esquecido
Oh, oh, oh, vim pra fazer o que dá na telha
Mil fitas fazem nó na sua orelha
Oh, oh, oh, sangue verdade na veia
Acreditar nas minhas frases tonteia

[Mirele, TK e SóCiro]
Quando o jogo virar, só te peço pra não fugir (não fugir)
Peço pra não fugir
Quando o jogo virar, quando o jogo virar
Quando o jogo virar, só te peço pra não fugir (não fugir)
Peço pra não fugir
Quando o jogo virar, quando o jogo virar

[SóCiro]
Cordas que guiam tua caminhada
Balas de prata não me acertarão
Um brinde à família, tô longe de casa
Voltar jamais, nunca foi opção
Corte me corta, vogais censuradas
Tchai mais que amigo, mais que irmão
Segue eu e eu, meça suas palavras
Berramos calados o rugir do leão

Cordas que guiam tua caminhada
Balas de prata não me acertarão
Um brinde à família, tô longe de casa
Voltar jamais, nunca foi opção
Corte me corta, vogais censuradas
Tchai mais que amigo, mais que irmão
Segue eu e eu, meça suas palavras
Berramos calados o rugir do leão

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir