Cadê yayá
(reginaldo bessa e nei lopes)


Yayá, cadê, cadê, cadê, yayá?
Yayá, cadê, cadê, cadê, yayá?na boca do samba e da noite
Ela apareceu e sorriu
Depois foi descendo a ladeira
E mexendo as cadeiras sumiu

Na barra do mar e da saia
Sambou e desapareceu
Deixando no ar seu perfume
Deixando um ciúme que é meu

Na palma da mão e nas palmas
Dos velhos coqueiros de lá
Na linha da vida e do vento
Um só pensamento: yayá!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Nei Lopes / Reginaldo Bessa. Essa informação está errada? Nos avise.