Ninguém me ouve, ninguém me vê
Eu sou da sombra, o sussurro, a lágrima a correr
Frio na espinha, beijo roubado
Por um momento, alguém ao seu lado..
Alguém...

Eu sou a gota que cai no mar
O sopro do vento que tenta te alcançar
Sou do silencio o pensamento
Viajo no tempo, corro o passado,
sou o perdão, sou sua culpa, o doce e o amargo
Veneno...

Como um fantasma
Te sigo sem você me ver
Me exorcizo em sua casa
Depois volto a me esconder

Como um fantasma
Ressuscito lembranças em você
Materializo suas taras
e permaneço em você
Como um veneno...

Ninguém me ouve, ninguém me vê
Eu sou da sombra, o sussurro, a lágrima a correr
Frio na espinha, beijo roubado
Por um momento, alguém ao seu lado..
Alguém...

Eu sou a gota que cai no mar
O sopro do vento que tenta te alcançar
Sou do silencio o pensamento
Viajo no tempo, corro o passado,
sou o perdão, sou sua culpa, o doce e o amargo
Veneno...

Como um fantasma
Te sigo sem você me ver
Me exorcizo em sua casa
Depois volto a me esconder

Como um fantasma
Ressuscito lembranças em você
Materializo suas taras
e permaneço em você
Como um veneno...

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: João Crahim / Rude / Sérgio Knust · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Rude
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.