Passarinhada

Ruy Maurity

exibições 1.350

(1974)

Manhã candeia, sombra de casco
A noite inteira passarinhou
Só bebe o rio e o bebedouro
É mau agouro, passarinhou

Vou levar minha viola, levar meu embornal
Essa trilha dá em gente, gente nova, capital
Vou levar minha viola, levar meu embornal
Essa trilha dá em gente, gente nova, capital

A mãe lavando as pedras à beira lá do açude
Com seu braço morno e rude o suor de quem passou
Mas o filho era bruto, só crivado de rancor
Fez da cor da despedida tardes do interior

Vou, vou levar minha viola, levar meu embornal
Essa trilha dá em gente, gente nova, capital

Lá no poente se debruçando, a sua gente se perguntou
Por onde as águas desse meu rio, por onde o filho passarinhou
Vou, vou levar minha viola, levar meu embornal
Essa trilha dá em gente, gente nova, capital

O menino foi campeiro, hoje empunha o embornal
Desce rio, desce ribeiro, avançando o matagal
A vida se faz nascente numa casa filial
Chaminé tão saliente: é o curso industrial. [ Repete II ]

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: José Jorge / Ruy Maurity · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Lauro
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.