Foto do artista Selfia

O Recomeço De Algo Que Nunca Existiu

Selfia


O que o silêncio faz sentir
Vejo que não sou igual (Meus gritos não se vão)
De costas para o céu
Me sinto tão estranho assim, Falsa indecisão?

O tempo pára em si e o futuro faz presente a falta
(Não vou mais me convencer)
De alguém melhor que eu (Não vou mais me convencer)
Sentimentos que me crescem
São agora o que sou.

Agora é o recomeço de algo que nunca existiu
E só tentamos ser alguém diferente
Não voltar atrás nem persistir no tempo
Restam memórias que já não fazem mais sentido
Agora é o recomeço, lamentos não são mais verdades

O que restou de nossos dias
São memórias de um final feliz
Só me resta esperar
E acreditar no recomeço

Esqueça as diferenças
Pense no que está por vir

Agora é o recomeço de algo que nunca existiu
E só tentamos ser alguém diferente
Não voltar atrás nem persistir no tempo
Restam memórias que já não fazem mais sentido
Agora é o recomeço, lamentos não são mais verdades

E agora é o recomeço de algo que nunca existiu
(E só tentamos ser) E só tentamos ser
Não voltar atrás nem persistir no tempo
(Restam memórias) Restam memórias
E agora é o recomeço, lamentos não são mais verdades

Esqueça as diferenças
Pense no que está por vir.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir