Sua alma inflama em guerra e o medo vem te ver
Tanta miséria que o caos já nos venceu
Que venham as vozes da discórdia
Que uivos virem pesadelos
E os sonhos se disfazem em um sorriso traiçoeiro

A fúria do tempo vai te corromper
A fúria do tempo já te corrompeu

Sem saber, previu-se em sonhos que os dias inundarão
Sem saber, por mais que eu pense em crer, se cumprirá

Enquanto cospe no seu mundo você vem dizer
Que não se arrepende do caminho que escolheu
Agora sofre nessa merda pois nada te satisfaz
Você espera sempre mais e nada mais

A fúria do tempo vai te corromper
A fúria do tempo já te corrompeu

Sem saber, previu-se em sonhos que os dias inundarão
Sem saber, por mais que eu pense em crer, se cumprirá

Soam como fortes sinos cada parte do seu coração
E ainda há salvação e não sangue derramado envão

Todo esse inferno a nossa volta e só os anjos nos vêem
Enquanto houver fé ainda há esperança
Ao caminhar da longa noite seus passos me guiarão
A um caminho de luzes em plena escuridão

Sem saber, previu-se em sonhos que os dias inundarão
Sem saber, por mais que eu pense em crer, se cumprirá

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir