Os homens sabidos
E sabedores
Garantem que surgiu uma nova estrela
É o tempo da nova estrela

Há quem diga que Cristo retorna
E sua marca é um dente dentro da garganta

A estrela dita um novo tempo
E convoca pensadores a tecer novos pensamentos
E convoca lutadores a novas batalhas

Nada sabemos ainda
Sabemos apenas do novo corpo
Que brilha igual ou diferente dos corriqueiros corpos celestes
Do chão de nosso litoral apenas olhamos

O novo não espanta como esperávamos
Sabemos apenas de uma promessa velada que permanece a despeito do tempo
E marca nosso despertar diário
Sabemos apenas que essa promessa em verdade não é velada

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir