Yanng sy:
Yea, é o crunksta e derivados, haha
Chakal, mc bob, leandro mc, k’rassco, small-a, yanng sy, jr, wlm,
Sente o peso

Chakal:
Hã, 2010 já passou, e muita gente ficou
Alguns gritaram, alguns calaram quando viram o flow
Se importaram e criticaram o jeito que eu sou
Mas não viram que foi minha camisa que mais suou

Então ascende, fuma, acabou, passo pé na ponta
Não é gulhoba queimado que paga as minhas conta
Eu to viajando estrangeiro to com as malas prontas
O meu foco é caro, você procura a luz na sombra

As linha da amarelinha, some depois que chove
Agora a brincadeira é vender droga e matar x9
Rap que se move bem antes de 2009
Muito grana, muita prata, garotas de 19

Haha, é, olha quem ta chegando, é disposição
Bh com sampa, mais que conexão
Chega aí beobe, mostra agora o procede

Mc bob:
Ratata, solta o som, eu to tipo rambo
Rap é a doutrina, e eu domino esse ramo
O grave bate forte, e o beat é insano
Nego mija nas calças se ver o tamanho do cano

Acabo com suas rimas fracas, e o castelo cai
Seu castelo é de areia, com um sopro se desfaz
Agressivo, hiperativo, comunicativo
Se o grammy é extensão, então eu sou um arquivo

Desde 2008 na pista nunca parei
Os que desacreditaram vejam o que conquistei
O autor da “penso em mim”, "vem dançar" eu lanço hit
Mixtape ta chegando, então segura bitch

Leandro mc:
Chegando na rima, mostrando talento, verdade moleque, só rimo no tempo
Que porra de lento, sou do movimento, que canta no beat fazendo arrebento
Rajada de vento, quem vêm do pulmão, e sai pela boca, faz um furacão
Se liga irmão, que o flow que sinistro, bagulho é pancada de rap no ouvido

To no compromisso de fazer um som, mantendo a levada, sem sair do tom
Aqui é o dom, que vale na hora, foi 2.0 segundos agora.
Pra fazer lá fora o eu que fiz aqui dentro, somando com os manos,
Fazendo o sustento, se pá me aposento quando falecer, se ligou na fita? nos no dvd

Tu quer meu cd? então vai trabalhar, de graça o caralho, te dou pra chupar,
Mente gangsta, levada underground, te deixa na lona, pro próximo round, fight, fight

K’rassco:
Maluco escroto, escute, se não te corto o pescoço
Enquanto o k'rassco solta sua levada de fogo
Calem suas bocas imundas, suas putas ocultas
Minha mente é dirty dirty, é duplamente suja

É tipo explosão, é improvisação
Esquartejo suas bolas, sou o maior vilão
Louco do soul, insano e totalmente sem noção
Pra bastardos, otários, safados e sem coração

Rebobina o beat, eu que domino
Não cresci, eu já nasci crescido
Sou o coringa e solto este flow sarcástico
Automático, mágico, há, quem é o fantástico? yuuh

Small-a:
Eu agora estou no poder, eu que fiz este beat
Small-a é insano, eu sou insano, tu diz: oh shi i it
Espírito crunksta, oh, oh, oh, oh, oh, yeah

Se tu se sente caído, põe um rap, sinta e curta, ele vai salvar
E quando a música pára? o que você sente?
Use a sua fé, mova a montanha com a mente
Game over

Yanng sy:
Ysy, eu comando o este jogo
Você está ouvindo a produção aqui, do yanng sy
Rimando eu treino há 10 anos, e você tá começando censurando

Small-a no beat, então lick ny dick, não deixarei rosas no seu fim
Hey, vadia, tu é um poodle, pare de latir
Eu jamais tenho sono, sou um zumbi fóda do rap
Eu estou com meus manos, queima o beck, faço scratch

Sou do crunksta, não perturbe porque não é seguro
Só maluco obscuro, enxergamos no escuro, com minha rima eu te furo
Os corpos estão no muro, maduro, não inseguro, sua carreira eu anulo
Recuso otário surdo, trabalhando, então não durmo, estou sempre pensando no futuro

Metade da nova escola não manda nada
Nutra suas rimas, em cada palavra
Assassinando a batida
Eu divirto suas crianças desnutridas

Jr:
Jr na área, na rima revolucionária
Agradecendo o convite, se você me permite
Rap, break, grafite, hip hop sem limite

Periferia, resistência, informação e inteligência
Firmando o compromisso, e mantendo a coerência
Respeitando a história, o processo, a trajetória
Coletivamente lutando pela mesma vitória

Oratória, de quem contesta, verso que protesta
Guerreiro, discípulo primeiro, de mc zumbi e dj mala testa
Aí parceiro, o marginal outra vez se manifesta
O marginal outra vez se manifesta, o marginal outra vez se manifesta, yeah

Wlm:
Freestyle de boa, o canhão vira a boca, onde as mina agita
Cuidando a minha roupa, o naipe da minha lona, as tia se excita
E sempre virando o copo, e do copo vai pra cabeça
Esquecendo o que fez na noite passada, onde se perdeu na festa

A erva tá na mente, no palco a gente sente
Quem é forte, e quem não é, e quem bate de frente a frente
Os mano tudo louco, chapando o coco, o nariz ta em pó
Fumaça na garganta, meu cheiro te espanta, largando da volta, isso que eu to só

Minha cabeça da um nó, me dá uns ataque, eu sou um psicopata
Onde os manos se mordem, não fazem o que faço, só esmagam barata
O meu orgulho hoje te mata, a minha loucura vai a mil
Tenho várias paranóia no quarto, com o pensamento vazio

De léro, léro na esquina, meu mundo é virado em rima
Nóia vira cocaína, não me baseio nas mina
Só quero o que todos tem, dinheiro e fama, o bem...
Oatrick horla dizia: com as nóia a gente tá zem

Yang sy:
Haha, yeah, sentiu o peso dos loco?
Bh, sp, to, rs, é crunksta, crunksta ssada

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir