Desculpa: mais peregrino que o rio não conheço
As ondas vão, vão nessa ida sem fim
Há quanto tempo a água tem esse serviço?

Eu tava jovem no meu quintal
Sem ti ti ti nem drama
Sentado na grama de papo pro céu
Molhando na chuva dos meus ideais
Eu era chuva

A estrada me descaminhou
O destino o que é senão um embriagado conduzido por um cego?
Fui sendo levado sem conta nem tempo
Uma voz interior me pede que não pare
Nem a água é mole nem a pedra é dura

Eu era grama no meu jardim
Sem ti-ti-ti nem mim
Sentado no drama, o céu pelo chão
Além das ideias dos meus ideais
Eu tava jovem

Nem a água é mole nem a pedra é dura

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Castor Luiz / Tibério Azul · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Douglas
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.