Operando Ele

Toinho de Aripibú

exibições 588

Ele faz naamã descer do camelo, ele faz zaqueu descer da figueira
E faz bartimeu jogar a capa fora, e ouvindo seus gritos lhe cura a cegueira
Ele acorda jonas, seca a aboboreira, quando ele quer faz jumenta falar
Ele é Deus do céu, da terra e do mar, entra na fornalha e transforma ela em gelo
De forma que não queima nenhum cabelo, e, operando ele, quem impedirá

Pra mostrar ao mundo que é soberano, ele manda anjo abrir a cadeia
Faz roda de carro emperrar na areia, pra dar tempo ao povo passar no oceano
Diabo quer matar, Deus muda o plano e o povo de Deus começa a cantar
Quando essa igreja começa a orar, o inferno treme e a terra se abala
O cego enxerga e o mudo fala, e, operando ele, quem impedirá

Pra matar gigante ele usa menino, pra derrubar muro ele usa som
E faz urubu virar em garçom e transforma baleia em submarino
Crente na cadeia cantando um hino, a estrutura do prédio começa a abalar
E as correntes de ferro começam a quebrar, presos são libertos sem fazer refém
Quando Deus ordena, corre tudo bem, e, operando ele, quem impedirá

Por mais que a fera esteja com fome, por mais que a fornalha esteja quente
O fogo não pode devorar o crente e o crente que ora o leão não come
Diabo tem que respeitar o nome e o nome maior é o de jeová
Se o Deus do céu, ele se irar, se ele quiser em menos de um segundo
Com uma palavra destróI este mundo, e, operando ele, quem impedirá

Pra saciar a sede do povo no deserto, ele faz a água jorrar de uma rocha
Na frente do povo ele põe uma tocha guiando o rebanho no caminho certo
Ele não despreza, está sempre por perto, se o povo tem fome ele manda maná
Se esta comida o povo enjoar, o mesmo senhor manda codorniz
Ele sempre faz seu povo feliz, e, operando ele, quem impedirá

Certa vez Jesus ia caminhando, encontrou-se com uma grande multidão
Que levava um defunto dentro de um caixão, e a mãe do defunto estava chorando
Jesus do esquife foi se aproximando, e disse: Mulher, pare de chorar
Mandou o defunto se levantar, e todos disseram em uma só voz:
O grande profeta está entre nós, e, operando ele, quem impedirá

Ele quebra o arco, ele corta lança, ele pega os carros e queima no fogo
O dono do céu não perde no jogo, é varão de guerra, ele não se cansa
O mar agitado, ele faz bonança e o barco do crente não deixa virar
Se faltar a fé, o barco tombar, imediatamente faz uma oração
Jesus aparece estendendo sua mão, e, operando ele, quem impedirá

Certo general estava leproso, com uma doença, caindo cabelo
Ele não queria descer do camelo, porque era rico e muito orgulhoso
Eliseu, o servo do Deus poderoso, mandou ele ir no jordão se banhar
Nas águas do rio ele não quis entrar, depois ele entrou já sem esperança
Ficou com a pele igual a de uma criança, e, operando ele, quem impedirá

Faz imperador comer capim, passar sete anos dormindo no lixo
Herodes morreu comido de bicho porque não deu glória ao Deus elohim
Diversos reinados chegaram ao fim, como aconteceu com o rei belsazar
Diante de Deus, quem se exaltar, tá escrito que ele será humilhado
E quem se humilha será exaltado, e, operando ele, quem impedirá

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir