Foto do artista Túlio Dek

Romeu Tem Que Morrer (part. Xamã)

Túlio Dek


[Túlio Dek]
[?]
Tulio Dek, Xamã
Vai!

Solta os Rottweiler, os Pit, solta os Bull Terrier
Chama toda sua banca que nós mostra pra você
Quem comanda essa porra, quem que bota pra foder
Cê mexeu com a Baguá, então agora cê vai ver
Nossa banca anda em bloco, nosso foco na luneta
Eu tava quieto no meu canto; cês pediram, agora é treta
Invejoso do caralho, senhor bom samaritano
Aperta nossa mão e depois sai aí falando
Cê não é porra nenhuma, sabe nada desse mundo
A vaidade chegou tarde, te quebrou por um segundo
Não tem luz pra fazer sombra, sua cara vem à tona
Quis subtrair o rap, enquanto a Baguá só soma
E se me quiser sozinho, pode vir que eu te amasso
O mesmo sol que seca a água também brilha no cangaço
Red Nose, faz a pose, dá o close no Instagram
Nosso style é Bruce Lee, MVP, Butantã
MTV, fui de van, nem te vi de manhã
Na padoca, um picado, num freestyle com o Xamã
Pão na chapa, gol de placa, Good Morning, Vietnam
Black belt, Michael Phelps com as medalha, mente sã
Não parei, dei um tempo, desse tempo passatempo
Contratempo, entretempo, meio-tempo, ao mesmo tempo
Para não perder o tempo que essa geração só perde
Só zumbi, geração Walking Dead
E com Deus e com Jesus Cristo, guiado por Lampião
É na foice, é no coice, ou na agulha do oitão

Os trouxa de toca na boca
Babando espuma e comendo mosca
Sua pose de trouxa entrega
Sua letra escrota e sua mente tosca
Moleque ligado, bolado
Sentado calado, sendo observado
Riscado, travado, soldado guiado
Blindado amado, alado, danado
No alto lesado
Noiado, morgado, folgado
Cansado, atado, arranhado
Trincado, enfezado
Um bocado caralho
Baralho mandado
Queimado no trago do passado

A reza num me entrega
Me erra, enterra nos olhos da terra
A guerra que berra e encerra
Tudo aquilo que o ódio emperra
A faca do chakra, empaca
O aço da ponta da faca
Ressaca, me ataca
Baba na mala do Opala, sem pala
Me fala no calor, no drop da bala
Pedala e rala
Sem mala otário
Descansa no set da vala

[Xamã]
Eu disse: Filho, mal não te tocará
Gângster ou hamster, qual se tornará?
Já são umas quatro e trinta
Meu bonde já tá atrasadão
Eu disse: Filho, mal não te tocará
Gângster ou hamster, qual se tornará?
Já temos quadro e tinta
Meu bonde já tá atrasadão

Onte-ontem eu vi uns cara de Corolla
Com pistolão cromado
E com cordãozão pra fora
Deu dois tirão pro alto
Um pegou em Nossa Senhora
Quem matou fugiu de foco
Deus do céu, meu Pai, e agora?
E o céu tampou de preto
Em poesia e papo reto
Nasci pra somar pro gueto
E deixar rap pros meus neto
Sou abusado, é fato, e me rotulam desafeto
Eles vieram pelo mato e deram os papo
Eu quero os rato, só tem beato no poder
Ache-me, se não puder me ver
Ligue 0800, eu mando um soco pra você
Escrevemos sem acento, sem ligar pra quem vai ler
Cinco minutin' sem base, é os kamikaze do CD
Aqui nós rima assim, porra
Muito abusadin', morra
Quem é você pra vir querer falar de mim, porra?!
Modo super saiyajin, rasgando calça jeans
Burn Babylon, Sodoma e Gomorra
Tem mais do que seu senso minúsculo pode ver
Pôr do sol, playboy, pra tu tem Crepúsculo em DVD
Se tiver, até te busco de bizinha
Augusto nas costa do Cristo com meu flow te frusto
Passa lá e me vê
Tamo aê, virei índio de sarau
Superhero, Superbad, Xamã sobrenatural
Sou super natural
Sou funk, James Brown
Ha, hoje eu acordei System of a Down

Eu disse: Filho, mal não te tocará
Gângster ou hamster, qual se tornará?
Já são umas quatro e trinta
Meu bonde já tá atrasadão
Eu disse: Filho, mal não te tocará
Gângster ou hamster, qual se tornará?
Já temos quadro e tinta
Meu bonde já tá atrasadão

[Túlio Dek]
É meu refrão apaixonado pra você
Pra sua informação, Romeu tem que morrer
É meu refrão apaixonado pra você
Pra sua informação, Romeu tem que morrer

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir