Você me explica o porquê do surgimento de tudo
O porquê da harmonia no firmamento noturno

Me diz que aprendeu a saber que um ser cuida de ti
Governa a tua vida ao te perseguir

E eu te pergunto qual seria o problema de não saber
Qual seria o problema de viver com o gosto amargo da dúvida
Qual seria o problema de viver com o doce gosto doce da dúvida

Xapuri, Hiroshima, Candelária, Jerusalém
A tua sorte na vida, a morte, a morte do seu pai

Mais um mártir voando pro céu depois de um estrondo de dor
Voando pra conhecer os pecados que lhe foram negados no chão
Voando aos pedaços
Pros braços de setenta virgens, que decepção

A montanha encontrando o mar
A mulata-chafariz
A sorte do seu par
A penúria do seu país

Seriam elementos do acaso
Ou casos de forças sobrenaturais
Seriam elementos do acaso
Ou casos de forças sobrenaturais

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir