A Mulher Do Diabo

Velhas Virgens

exibições 60.418

A mulher do diabo
Não quer mais ver o diabo no bar
A mulher do diabo
Proibiu ele até de fumar
Ela diz, que o capeta
Precisa se fazer respeitar
E honrar os chifres da testa e não ser um cara vulgar
Eu só não sei até quando o diabo vai agüentar
Eu só não sei até quando o diabo vai agüentar
A mulher do diabo
Mandou o diabo se trocar
Que aqueles jeans rasgado o diabo não pode mais usar
Ela quer o demônio na estica para levá-la para jantar
Terno gravata cara lambida, muita grana para gastar
Eu só não sei até quando o diabo vai agüentar
Eu só não sei até quando o diabo vai agüentar
Pobre diabo, ela te pos na palma da mão
Essa mulher é de mais
Satanás
É o cão, é o cão, é o cão
É o cão, é o cão, é o cão
Rock´n roll!
A mulher do diabo
Quer que ele use um chapéu
Cobrindo os chifres
Eles vão entrar direto no céu
Fazendo o papel de mocinho
O diabo quer se candidatar
À vereador, deputado ou prefeito de qualquer lugar
Eu só não sei até quando o diabo vai agüentar
Eu só não sei até quando o diabo vai agüentar
Pobre diabo, ela te pos na palma da mão
Essa mulher é demais
Satanás
É o cão, é o cão, é o cão
Eu disse: pobre diabo, ela te pos na palma da mão
Essa mulher é demais
Satanás
É o cão, é o cão, é o cão,
É o cão, é o cão, é o cão,
É o cão, é o cão, é o cão,
É o cão, é o cão, é o cão,
O diabo encheu o saco
E mandou a mulher passear
Ele tá de volta na noite
Ele tá de volta no bar
Ele sabe que nesse mundo
Ninguém muda ninguém
A gente é o que é
Quem gosta aceita o que tem
O mundo não pára de girar
E até o diabo pode recomeçar
O mundo não pára de girar
E até o diabo pode recomeçar

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir