Estar Só

Velhas Virgens

exibições 10.709

Amanhece - amanhece a passos lentos, o dia cresce
O vermelho - o vermelho vira ouro. É veneno para a escuridão
Me vejo ao lado de alguém que não conheço
Reconheço a sua solidão

Estar só, tão só, sozinha na escuridão

Toda noite - toda noite ela se pinta, exagerando as tintas
O seu rosto - o seu rosto é um quadro novo a cada dia
Roupas justas exibindo as carnes nuas, escondendo as marcas de uma vida dura

Viver só, tão só, sozinha na escuridão

Ela sonha - ela sonha em desfilar como Barbies magricelas em famosas passarelas
Mas a vida: a vida é uma esquina tão real sem glamour ou purpurina
Um cigarro, a Tequila... não ajudam a esquecer
A consciencia que não pode adormecer

Ficar só, tão só, sozinha na escuridão

No inverno ela faz 16
E eu não sei se vou vê-la outra vez
A cada noite é pior

A cada noite a mesma entrega sem sentido
A cada noite correndo perigo
A cada noite é pior

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir