Balança Mas Não Cai

Velhas Virgens

exibições 571

"Tempo bão, não volta mais
Saudades de outros tempos iguais
(Aiaiaiaiai)
Tempo bão, não volta mais
Saudades de outros tempos iguais
(Tô invocado hoje, legal
Lá vai paulada na muleira)"

Vamos parar com esse negócio muito chato
De ficar me chamando de Lilico
Toda vez que eu tiro a roupa
Apontando pro meu pinto

É que eu volto ao passado, meu véio
Quando na cama você era demais
Aquele é que era um tempo bão
Tempo bão, que não volta nunca mais

A gente transava no chuveiro, lembra?
No chão, na mesa e no sofá
No banco do carro e no mato
Era amor pra nunca mais acabar

Hoje em dia ele tá tão caidinho, viu
Nem com azulzinho ele vai
Balança de um lado pro outro
Balança, balança, balança

Balança, balança mas não cai
Balança, balança mas não cai
Balança, balança mas não cai
Balança, balança mas não cai - vai!

A gente transava no chuveiro, lembra? (não)
No chão, na mesa e no sofá
No banco do carro e no mato
Era amor pra nunca mais acabar

Hoje em dia ele tá tão caidinho
Nem com azulzinho ele vai
Balança de um lado pro outro
Balança, balança, balança

Balança, balança mas não cai
Balança, balança mas não cai
Balança, balança mas não cai
Balança, balança mas não cai

Balança, balança mas não cai! (hein?)
Balança, balança mas não cai (é bonito isso!)
Balança, balança mas não cai (vem pra cá com esse negócio)
Balança, balança mas não cai (não sabe brincar não brinca)
Balança, balança mas não cai (vem me chamar de Lilico!)
Balança, balança mas não cai (ó Lilico, Lilico é a p)
Balança, balança mas não cai (é)
Balança, balança mas não cai (balança)
Balança, balança mas não cai (balançando)

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir