Oração pra deus já não serve de conforto
Pra mãe que já nem chora vendo mais um filho morto
Descaso pertinente nas ruas diariamente
Menor infrator carente é enterrado outro indigente
Favela chove sangue no congresso chove pizza
Turismo na europa é com grana sindicalista
Tratamento humilhante gera ipobe na tela
Cata dinheiro no esgoto e ganha aplausos do vilhena
Artecenicas promove artista com nossa dor
Cadeira elétrica pra todo congressista opressor
Jogo duro é conseguir sair ileso da policia
Que ganha honra ao mérito quando cola a pericia
Cada verso escrito cada palavra dita
De 10 que tá no crime 1 ainda sai com vida
Favela bagdá campo de exterminio vinga
Sem coberto no inverno aquece o corpo com a pinga
Sorriso desdentado é consequencia da dieta
Feita a base de cana e sem comida na panela
Carteira de trabalho assinada perdeu valor
Pra quem é aposentado e ainda mora de favor
"solta essa porra" "créu" adolescente pira
As puta fruta tão na midia e sua filha virou vadia
O teatro é montado sem atores dramaturgos
Trouxeram resultados nossas familias em luto

Tantas vezes me choquei nas favelas que toquei
Miserável foi o termo pro governo que eu dei
Orei, observei, não me adequei e contestei
Descaso deplorável arruinado pensei
Nas caras enrugadas de cada favelado
Nas quebrada amadas que deus tem abençoado
A simplicidade de cada dona maria
Que na nescessidade ainda demonstra alegria
Seu josé vive no bar entre o bilhar e o cynar
Envelheceu nem percebeu que esqueceu do próprio lar
Olha o craque no ataque é só golaço por aqui
Mais ta longe dos gramados do estrelato de madrid
O torcedor é fanatico no estádio é bem vindo
O matador é lunático entra em capo de cachimbo
Fim das drogas você roga não se iluda pense alto
Entorpecente traficado enriquece o planalto
Favelas deflagradas no meio da madrugada
Chacina é programada quadrada que te mata
É cultura e ta mira de quebrada vem de farda
Nem pergunta atira
Se é cada um por sí sigo sem problema algum
Não sou frio e calculista só mais um que viu platoon
Armados de indignação pra revolução mental
Munição de informação já tá montado o arsenal

Te dá revolta né hé puta que pariu
Mais não desligou a tv nem aqueceu que tinha frio
Vive nos condominio não se sente seguro
Deprimente e lastimável depende de nóiz pra tudo
Minha critica é estatistica 100% aprovada
A gangorra da vida 500 anos tá quebrada
Sua censura não evita que haja rebelião
Minha postura é politica livre de repressão
Alistamento obrigatório me privam o livre arbitrio
Eu tiro o seu sono enquanto soa o alarme crítico
Os livros na estante impediram minha demencia
Militancia fortalece somos nós a resistencia

Impúnivel o seu ato defínivel o seu posto
É incrivel que de fato o combustivel do seu jato
É abastecido e pago pelo din do meu imposto
Meu dinheiro trabalhado banca sua regalia
Seu cruzeiro em alto mar ao lado da sua vadia
Longe da periferia próximo ao cais do porto
Aqui vira barraco que ancora rato morto
Do que pra come te rouba metralha sua escolta
Eu confesso que aplaudo certos atos de revolta
Porém o meu escudo meu estudo to de livro engatilhado
Favelado educado pra você inaceitável

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir