Você é bacharel em cometer todos os insultos
e as minhas vontades nunca vêm ao caso
pois eu te odeio por ter um filho que nunca quis
e suo pra manter sem me sobrar sequer um centavo

Sorrindo
vida sem rumo

Na geladeira um imã alegre me distrai o sono
e eu já passei noites longas te velando em claro
ninguém te cobra o preço caro de me afundar em juros
e a porta aberta me desperta a culpa e eu não saio
eu não saio

E o tempo passa
a gente aprende muito rápido a não se importar
o tempo passa
seus filhos crescem e você aprende a compartilhar
cada passo
a mulher gorda e descuidada que está ao seu lado
não é mais aquela que causou inveja em todo mundo um dia
e o tempo passa
a sua própria liberdade não te diz mais nada
e o tempo passa... o tempo passa
o tempo passa
a vida não passa de um hábito de acordar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir