Foto do artista Violins

Empresta-me o Ábaco

Violins


Espera que o tempo arde outra vez
A vida explode numa onda sobre mim
Esqueça e durma pela tarde
Esqueça os compromissos que fazem tudo ser assim tão ruim.

Espera, que o tempo arde outra vez.

E quem aqui consegue decidir
Se é um bem ou mal que todos possam escolher
Em que se crer
E tudo o que você abandonou
Por não poder tocar com a mão ou pelo menos ver

Meu riso esconde um mundo aflito
E joga pelo ar os sonhos que você guardou com carinho
E ame sempre o próprio engano
Isso te fará viver pensando que a vida tem sentido.

Então é isso que é covarde
Se esconder da vida por achar
Que a paz enfim lhe atingiu.
Mas espera que o desejo arde outra vez.

Quem aqui consegue decidir
Se é um bem ou mal que os outros
Passem a zombar do que você achou ser sério
E ser sentimental é um erro e deve ser punido
Com desprezo, vê?
Num alvo fácil e tão batido
Vem me desprezar porque não tenho o seu carisma
E é sozinho que eu conheço um lado estranho
Pode me falar que tenho alma feminina
É bonito.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir