exibições 3.760
Foto do artista Wilson Paim

Táta (Pai)

Wilson Paim


Meu velho Tatá que foste embora
A gauderiar na instância do infinito
Deixas-te um vazio aqui no peito
Que não há jeito de sufocar o grito

Tu levaste uma alma pura
Pra nas planuras espalhar bondades
Ensinamentos para ser campeiro
E como se é parceiro na eternidade

Que falta fazes, meu eterno amigo
Conto contigo nas horas mais tristes
Embora vivendo em pagos distantes
A todo instante parece que existe

Te confesso, a saudade é grande
Mas por mais que eu ande
Vou juntar-me a ti
E num abraço forte acabarão tristezas
E terei certeza que não te perdi

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Dorval Dias / João Pereira · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Diego
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.