exibições 13.581

Pepitas de Fogo

Zé Ramalho


Que o pensamento do povo que nunca voa
Que nasce com qualquer estrela
Que nada em qualquer lagoa
Que brinca como um cavalo
Garupa por todo caminho
No pingo de qualquer ribeira
No facho de qualquer espinho
No rabo de qualquer cometa
E na maleta, as figuras do mundo vão levar
As figuras do mundo vão levar
As figuras do mundo vão levar
Eh... boi...
Que o casamento, do fogo que nunca queima
Da água que nunca lava
E limpa de qualquer maneira
O velho crânio do homem
Na missa do sétimo dia
No pingo do redemoinho
No corredor das intrigas
No vendaval do mistério
E no minério, pepitas de fogo vão brilhar
As pepitas de fogo vão brilhar
As pepitas de fogo vão brilhar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir