Faça login para habilitar sua assinatura e dê adeus aos anúncios

Fazer login
exibições de letras 220.556

Kryptônia

Zé Ramalho

Não admito que me fale assim
Eu sou o seu décimo-sexto pai
Sou primogênito do teu avô
Primeiro curandeiro
Alcoviteiro das mulheres
Que corriam sob teu nariz

Me deves respeito
Pelo menos dinheiro
Esse é o cometa fulgurante
Que espatifou

Um asteróide pequeno
Que todos chamam de Terra

De Kryptônia desce teu olhar
E quatro elos prendem tua mão
Cala-te boca companheiro
Vá embora, que má-criação!
De outro jeito
Não se dissimularia
A suma criação

E foi o silêncio
Que habitou-se no meio
Ele é o cometa fulgurante
Que espatifou

Um asteróide pequeno
Que todos chamam de Terra

De Kryptônia desce teu olhar
E quatro elos prendem tua mão
Cala-te boca companheiro
Vá embora, que má-criação!
De outro jeito
Não se dissimularia
A suma criação

E foi o silêncio
Que habitou-se no meio
Ele é o cometa fulgurante
Que espatifou

Um asteróide pequeno
Que todos chamam de Terra

Oh! Oh! Oh! Oooh!
Eh! Eh! Eh! Eeh!
Oh! Oh! Oh! Ooh!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Zé Ramalho. Essa informação está errada? Nos avise.
Legendado por Nathalia e Filipe. Revisões por 6 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Comentários

Envie dúvidas, explicações e curiosidades sobre a letra

0 / 500

Faça parte  dessa comunidade 

Tire dúvidas sobre idiomas, interaja com outros fãs de Zé Ramalho e vá além da letra da música.

Conheça o Letras Academy

Enviar para a central de dúvidas?

Dúvidas enviadas podem receber respostas de professores e alunos da plataforma.

Fixe este conteúdo com a aula:

0 / 500


Opções de seleção