exibições 4.310
Foto do artista Zé Ramalho

Garrote Ferido

Zé Ramalho


No tempo em que eu andava pela poeira
Daquele velho brejo de onde rumei
Não tinha essa gota sangrando no olho
De alegria é só do que eu chorei

Cacimba de água, cavada no ouro
Lanço meu desaforo
Americanos desse lugar

Se cada passo dado é um consolo
É um choro de garrote ferindo o luar
No pico desse morro não finca bandeira
A brincadeira é outra para contar

Fugindo de casa, girando no mundo
Nesse poço profundo
Pesco desejos na beira-mar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir