Trabalho Nas Sombras

ADL MC's

exibições 7.318

[DK]
Parecia ser bem prático
Me diz qual favelado não sonha em ter grana
Cês acharam que ia ser fácil, ter uns views no YouTube, um minuto de fama
Vim pra mudar a trama, trocar os personagens
Escrever outro roteiro pro drama
Bota aí minha mãe de madame, quem foi que disse que ela ia ser mucama?
Um corpo nu na minha cama
Eu não posso eu não quero
Eu não vou me perder por piranha
Elas tem que aprender a ser dama primeiro
Antes de pensar em ser primeira dama
11 da noite é gritaria, bem na escadaria
Mano acordando a vizinhança
Meu primo outra vez espancando sua esposa
Porra, tão brigando bem na frente das criança
Como nós não ia explodir?
Se eu ando pelos beco da favela e desarmando bomba
MC quer estourar, fazer um hit, vingar
Enquanto por aqui nós só pensa em vingança
Cês não sabem de onde eu vim
Eu sou do Beco da Mina região serrana
O barranco desliza, o rio inunda
Nós tem o direito de sair da lama

[DK]
No BM é só homem bomba
Aqui na Ponte é só homem bomba
Lá no alto é só homem bomba
Deus que vigia e os cria toma conta
Lá no alto é só homem bomba
Aqui na Ponte é só homem bomba
No BM é só homem bomba
Deus que vigia e os cria toma conta

[DK]
Nosso tropa é toda "sem cutcharra"
Pouco amigos e poucas ideia
Tem comédia que merece bala
Mas eu vou matar eles de inveja
Tamo a 10 anos nesse jogo, não caímo aqui de paraquedas
Eu queria só esse tal de topo
Pra poder gritar alto "Favela!"
Essas mão tão me aplaudindo, eu não acredito
Os inimigo tavam rindo e essas mão jogavam pedra
Os bolsolixo tão oprimido
Pode aumentar o comprimido
Que esse hino é um grito pra decretar sua queda
Esquisito quem antes fechava o vidro
Hoje quer ser meu amigo e dizer que é da favela
Seus indecisos, pra vocês é dois destino
Ou vão ser merda do rei, ou vocês vão ser rei da merda

[Lord]
Diferente de João nogueira
Escrevi com sangue esse rap de ódio
Escrevi com rap esse sangue de ódio
Ando procurando meu lugar ao pódio
Já que abandonei meu cargo na ladeira
Vocês é tiradeira e eu de ponto 30
Cês nem imagina quanta letra, quanta tinta
Quanta raiva na caneta, quanta ginga
Quanta chicotada nas más língua
Quantas porta na cara, sem apelar pra treta
Não é pelas buceta, isso vem naturalmente
Quanto mais fama mais elas mente
Sou muito mais quente
Sou muito mais lindo, com a cara feia
O escuro me torna atraente
Mesmo de chinelo ou tênis
Verdades nas linhas me trouxeram ao palco que eles invejam
A vida que pensam que tenho
A grana que pensam que tenho
Olham minha roupa, meu camarim
Perdem o melhor que podem ter de mim
Quer ser de onde eu venho
Sem novela, vida real
Fora da net, sem coca, sem boquete
Sem sul e sem nordeste
Malandro ou cabrada da peste
Você é a postura que você veste
Então escolhe, ou Tia Ciata ou panicat
Vocês disputam plays, contabilizam views
Eu contabilizo quantas carga, quantos carro da civil
Quantos mano meu caiu, quantos PM subiu
Quantos fuzil, quantos real falta pra matar o Brasil
Quantos saco de cimento, quantas viga que precisa
Pra Simone ter uma caminho pra sua filha
Então me da meu dinheiro pra cá, sem simpatia
E se tiver com inveja entra na fila
Vocês não viram o barranco cair
Nem minha mãe chorar quando eles vieram me buscar
Cês não tavam lá quando eles tentaram me matar
E morreram cada dia mais, sem eu precisar atirar

[DK]
No BM é só homem bomba
Aqui na Ponte é só homem bomba
Lá no alto é só homem bomba
Deus que vigia e os cria toma conta
Lá no alto é só homem bomba
Aqui na Ponte é só homem bomba
No BM é só homem bomba
Deus que vigia e os cria toma conta