Gamação/Peixeiro Granfino/Ouço uma voz/Vem amenizar

Candeia

exibições 10.573

Você foi como veio
e como o vento passou
e me deixou
Me deixou sofrimento
e o vento levou alegria
Dentro de mim ficou solidão
e cruel nostalgia
Eu tenho tanto amor
mas não tenho à quem dar
Me roubaste a paz,
ainda hei de te ver
Sofrendo muito mais
Neste amor submerso
és o tema, o poema,
rima rica dos versos
És o princípio e o fim
pois és todo o melhor
que existe em mim
O nosso romance
teve uma transformação,
já não é amor, é gamação

Você foi como veio
como o vento passou
e me deixou

Peixeiro granfino!
Vai na cozinha chamar mamãe, menino!
E diga à ela, que tem sardinha
Tem peixe-galo, e cavalinha!

Tem Xaréu, xerelete, sardinha e tainha
Um bom siri pra moqueca,
pescado por mano Zeca
Salsa, pimenta de cheiro,
faz bom tempeiro, azeite de dendê
Vá depressa correndo, menino,
chamar mamãe...
Chegou o Pexeiro Granfino

Ouço uma voz que me chama,
corre e vem ver
Essa mulher que chora!
Louca para mim voltar, ela está
Deixa o carnaval, passar!

O pagode de antigamente,
Mexe com a gente, traz recordação
Falo a verdade não minto,
tudo que sinto é inspiração
Quando o carnaval passar, meu cumpadre
eu vou dar um castigo nela
Pra aprender a não zombar,
respeitar um malandro da portela,
(eu ouço uma voz)

Ela veio se arrepender
mais cedo do que esperava!
Foi medo de me perder
pra outra que já me olhava
Essa rima dos meus versos
me traz submerso no mar da paixão
Enfrenta a revolta dos mares
se não me aceitares em teu coração
(ouço uma voz)

Vem amenizar a minha dor, amor
Tu és, entre belas, a mais bela flor!
Vem porque só eu te quero bem!
És a vida da minha vida, querida!

Vem dar lenitivo
Ao meu pobre coração
que tanto sofre
ao esperar por seu amor

Vem, suavizar esta paixão
E exterminar toda esta dor,
ora vem por favor,
ora vem

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir