São as mulheres raízes
Ou frondes muito elevadas
Umas são sempre felizes
Outras as mais desgraçadas
As que amam na vida
E as que só vivem amadas
Sofrem as mais esquecidas
Gozam as sempre lembradas

Eu quis alguém que não me quis bem
Agora também não quero ninguém
Dei o meu amor, deixaram perder
Eu morro de dor, mas hei de esquecer

O coração das mulheres
Quando no amor se agasalha
Ou dá milhões de prazeres
Ou corta mais que navalha
Uma infeliz quando ama
Não há amor igual ao dela
Anda mais baixa que a lama
Ou sobe mais que uma estrela

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Donga / Luís Peixoto. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por MURILO. Revisão por Paulo. Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais posts