Eu, não vivo em um conto
E nesses desencontros quero apenas me encontrar
Mas, mas eu não tenho medo
O que faço desse enredo, tenho a comemorar

Não posso mais deixar de lembrar do que existe
O que é triste é não ter o que chorar
Nem tentar, não tentar viver nem deixar de ser...

É perfeito, e todos seus defeitos faz ser assim ainda mais
Vem dos medos, e todos os segredos tornam eles tão reais.

Nos perdermos nossos lados
E viver de acaso é aquilo que nos resta
Eu, não sei da minha culpa
Mas é a linha curva que define o que é reta

Não posso me deixar esperar
Que o bom aconteça, não esqueça, acabou de passar
Nem tentar, não tentar encontrar, nem contradizer...

É perfeito, e todos seus defeitos faz ser assim ainda mais
Vem dos medos, e todos os segredos tornam eles tão reais.

A perfeição esta nos olhos de quem diz que é feliz.....

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir