Foto do artista Dost

O Mundo Tolo Que Eu Nunca Quis Viver

Dost


Certa noite eu tive uma lembrança
E ela veio a me alertar
Logo quando aquela esperança
Voe enfim ao Deus dará

Encoste em mim
Te mostro assim
O mundo tolo que eu nunca quis viver

Bem trajado, vida confortável
Tudo que um homem quer
E a destreza da real beleza
De uma mulher qualquer

Eu tinha aqui
Em minhas mãos
Até que descobri que tudo é ilusão
Até que descobri que não tem mais razão

De ser
Quem não se quer ser
Não tem razão
Eu pude ver você

Atrasado, correria louca
Tempo nem pra respirar
As manchetes gritam quem não ousa
Nem sequer se incomodar

Com o dia-a-dia banal
E a simetria
De vidas que se esbarram num ponto central
Iguais objetivos que não têm razão

De ser
Quem não se quer ser
Não tem razão
Eu pude ver você
Não tem razão
Eu pude ver você
E era eu

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Luan Eliseu / Lucas Sampaio · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Lucas
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.