Antes de tudo começar
Álcool para queimar minha voz
Olhar inflamando o horizonte

Bateria e baixo num terremoto
E a guitarra rasgando o ar
Minha voz arrancará sua alma

Todo meu fôlego
Como em um ultimo suspiro

Não há mais chão
Estou em um precipício
E então vou mergulhar
Em um mar de mãos

Roupas velhas e rasgadas
Cabelo solto ao vento
E já estou muito louco

Sempre buscando meus limites
E olhando sua reação
Mas eu não ligo, não!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts