Todo pensamento me revela nova forma, um outro som,
uma outra cor, um outro tom, uma outra dor, outra
loucura.
Limpa o pensamento que folheia a linda fábula
grandiosa, irreverente, em verso e prosa que alucina e
que
tortura.

Por onde andarão os outros lunaticos
Os mesmos patéticos, e seus ridículos discursos.
Quando chamavam-se idolatria, poesia, sobrenome,
dispudor, por alcunha, arte.

Todo pensamento me revela

Todo pensamento me revela nova forma, um outro som,
uma outra cor, um outro tom, uma outra dor, outra
loucura.
Limpa o pensamento que folheia a linda fábula
grandiosa, irreverente, em verso e prosa que alucina e
que
tortura.

Por onde andarão os outros lunaticos
Os mesmos patéticos, e seus ridículos discursos.
Quando chamavam-se idolatria, poesia, sobrenome,
dispudor, por alcunha, arte.

Por onde foi o pensamento meu que me fez lembrar, me
fez viver
a criação e a gestação de um filho que não veio ao
mundo ainda.
Fez me creer no amor, na direção da contramão.

Um pensamento novo, é o velho caminhar ao amanhecer.

Bem aventurado todo pensamento que me leva até você
[5x]

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts