exibições 140
Foto do artista Jallapão do Brasil

Eu sou um escravo desse amor eu sei, eu tenho as marcas desse amor em mim, não posso me livrar desse amor por que, eu estou, acorrentado até o fim, eu estou acorrentado até o fim.

Eu já tentei me libertar desse amor, mais foi em vão lutei não consegui, tornei-me um prisioneiro desse amor por que, eu estou, acorrentado até o fim, eu estou acorrentado até o fim.

Não é possível libertar-me desse amor, eu tenho os seus grilhões cravados em mim, jamais vou libertar-me desse amor por que, eu estou, acorrentado até o fim, eu estou acorrentado até o fim.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir