E a mim, por quanto tempo quererá
Assim tão plenamente feito agora?
E ao fim veremos quanto irá sobrar
O que resistirá de todo eterno que se adora?
E se querer não é poder você não pode nem terá
E se não ter é o que há de certo o que me resta é adorar
E se não ter é o que há de certo o que me resta é adorar

Enfim, honestamente, venerar
No fim não enobrece nem melhora
No 'sim' cuspir no 'não' é afirmar
No fim negar o 'não' não interessa nem piora
Se o talvez é improvável, quem garante o que virá?
E se sobrar é o que me sobra o que me cabe é aceitar
E se sobrar é o que me sobra o que me cabe é aceitar

E a mim, enfim, por quanto tempo quererá?
Veremos quanto irá sobrar
O que resistirá de todo eterno que se adora
No fundo tens em mim todo eterno que se sobra
No fundo tens em mim todo eterno que se sobra
No fundo tens em mim

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Anderson Ambrifi / Helton Oliveira / Reinaldo Almeida. Essa informação está errada? Nos avise.