Sopro de uma vela incandescente
Vejo as lembranças que carrego na mente
Você que precisa desesperadamente se encontrar Se não sabe o que quer
Como vai achar
Só vai se enganar
Vai me enganar
Só vai me machucar
Vai nos estragar
Olha eu não sou coisa
Pra você usar

Tento guardar só coisas boas da gente
Mas a dor do fim segue em mim potente
Eu que preciso desesperadamente me encontrar Se dependo do seu olhar
Como vou brilhar
Eu tenho que me amar
Mais que te amar
Devo te perdoar
Pra me libertar
Olha, eu sei que o tempo
Há de me curar

Não foi culpa de ninguém
Cada um deu o melhor que tem
Se à verdade eu der a voz
Não houve vítima nem algoz
Uma história pra sofrer
Minha mente quer me contar
Mas meu coração vai reconhecer
Que eu mesma me pus nesse lugar

Sopro de uma vela incandescente
Nessa luz me entrego ao momento presente
Eu que preciso desesperadamente aceitar
Que só vai existir em mim
O que eu alimentar
O apego faz queimar
Só faz sufocar
A chama do amar
Tem tempo de durar
Pois tudo que está vivo
Vai se transformar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais no Blog